Governo de Mato Grosso

Cidadão

Você Sabia

  • Se for considerada somente a população masculina, mais da metade dos homens estão acima do peso (52,1%) e entre as mulheres a proporção é de (44,3%).
  • Dados do Ministério da Saúde apontam que Cuiabá é a sexta capital em que a população acima de 18 anos, consome carne vermelha com excesso de gordura ou frango com pele e sem remover a gordura visível do alimento.
  • A diabetes mellitus está entre as 5 doenças que mais matam e a incidência da hipertensão arterial no Brasil passou de 21,6% em 2006, para 23,3% em 2010.
  • Estados e municípios são responsáveis pelo financiamento e aquisição de tiras reagentes para dosagem da glicemia capilar, lancetas e seringas com agulha acoplada.
  • Tramita no congresso Nacional Projeto de Lei, que prevê a participação de licitações públicas, somente empresas que forneçam seis meses de licença maternidade às gestantes.
  • Considerando o período de 10 anos (2000 a 2010) a epidemia da AIDS na região Centro Oeste, cresceu de 13,9 para 15,7, porém o maior número de casos concentra-se na região Sudeste.
  • Está confirmada a eficácia da política sobre a transmissão vertical do HIV, pois é expressiva a redução dos casos de AIDS em menores de cinco anos, passando de 863 casos em 2000 para 482, no ano de 2011.
  • O Ministério da Saúde firmou termo de compromisso com a indústria alimentícia para a redução de cerca de 40% de sódio em 16 categorias de alimentos até 2020, representando tal medida no atendimento as recomendações da OMS que é o consumo de menos de 5 gramas de sal diário por pessoa.
  • No primeiro semestre de 2012 foram realizados 12.287 transplantes, representando um aumento de 12,7% ao mesmo período de 2011. O transplante de pulmão teve aumento de 100%, seguido do coração com 29% a mais com relação aos primeiros meses de 2011. Aumentou também a quantidade de doadores de órgãos, que passaram de 997, em 2011 para 1.217 em 2012.
  • Medicamentos estratégicos são aqueles utilizados para o tratamento de um grupo de agravos específicos, agudos ou crônicos, contemplados em programas do Ministério da Saúde como AIDS, tuberculose e hanseníase. Os medicamentos são repassados pelo Ministério aos Estados e Municípios que deverão distribuí-los, de acordo com previsão de consumo.