Governo de Mato Grosso

Cidadão

Perguntas Frequentes

Conteúdo

 

1Como é feito o cadastramento do cartão SUS? Topo

R. O cadastro é feito em hospitais, clínicas e postos de saúde ou locais definidos pela Secretaria Municipal de Saúde, mediante a apresentação de RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento. O cartão SUS é gratuito e seu uso facilita a marcação de consultas e exames e garante o acesso a medicamentos gratuitos.

 

2. Para que é feito o cadastramento do cartão SUS? Topo

R. O objetivo do Cartão SUS é identificar individualmente os usuários do SUS possibilitando o acompanhamento da sua evolução a partir do seu acesso ao sistema.

 

3. Como é feito o cadastro para aquisição de medicamentos na SES? Topo

R. Toda solicitação de medicamento ou insumos à Secretaria de Estado de Saúde, se efetiva por meio da Farmácia Cidadã.
O próprio usuário ou uma pessoa que o possa representar, deverá se dirigir a esse setor, para tomar as primeiras providências que diz respeito a solicitação do fármaco ou produtos correlatos a saúde, através de um processo, cujas etapas são as seguintes:

• Adquirir no local formulários específicos (Laudo para Solicitação) que deverá ser preenchido pelo próprio médico do paciente, justificando a necessidade do fármaco e Termo de Esclarecimento e de Responsabilidade.
• Deverão ser anexados a este formulário os seguintes documentos: cópia do RG, CPF, cartão nacional do SUS, comprovante de residência (água, luz ou telefone), receita médica e exames que comprovem a patologia do paciente.
• Tirar todas as dúvidas com o atendente do setor quanto a efetivação da análise do processo, disponibilidade e tempo para retirada do medicamento.
• O endereço da farmácia é: Rua Thogo da Silva Pereira, nº 63 - complexo do CERMAC - Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (logo abaixo do Hospital Geral). Fone: (65) 3624-7447 - 0800-647 1404.

 

4. Como ter acesso gratuito aos medicamentos da Farmácia Popular? Topo

R. Os usuários deverão se dirigir as farmácias identificadas "Aqui tem Farmácia Popular" cadastradas junto ao Ministério da Saúde, portando de receituário médico com prescrição válida por 4 meses e documentos pessoais com foto (RG) e CPF. Os medicamentos autorizados pelo Ministério da Saúde são para Hipertensão, Diabetes e Asma.

 

5. Como ter acesso aos exames de tomografia, ressonância, densitometria e imunohistoquimica? Topo

R. A solicitação é feita pelo médico da unidade básica de saúde (PSF´S, Postos de Saúde ou Policlínicas), cujo exame deverá  ser encaminhado ao Complexo Regulador Municipal, seguido ao Complexo Regulador Regional e por último ao Complexo Regulador Estadual. 

No CRE essa solicitação será avaliada pelo médico regulador e poderá ser Autorizada ou Negada.

Quando autorizada o usuário será informado pela equipe do CRM da data/horário/local/profissional que realizará o procedimento.

Quando negada o laudo de solicitação será enviado para o Complexo Regulador Municipal com a devida justificativa para a não autorização do procedimento.

 

6.O que é transplante de órgãos? Topo

R. É o ato de colher um órgão ou tecido de um indivíduo (doador) e implantá-lo em outro indivíduo (receptor).

 

7. Qual documento é necessário para fazer doação de órgãos? Topo

R. Para ser um doador, não é necessário fazer nenhum documento por escrito. Basta que a família esteja ciente da sua vontade. Assim, quando for constatada a morte encefálica do paciente, uma ou mais partes do corpo que estiverem em condições de serem aproveitadas poderão ajudar a salvar as vidas de outras pessoas. Lembre-se que alguns órgãos podem ser doados em vida. São eles: parte do fígado, um dos rins e parte da medula óssea.

 

8. A quem se destina o tratamento fora de domicílio? Topo

R.O Tratamento Fora do Domicílio (TFD) interestadual é um benefício destinado a usuários do SUS que necessitam realizar tratamento médico/hospitalar/ambulatorial fora de seu Estado, desde que esgotados todos os meios e recursos técnicos no próprio Estado.

 

9.Como pacientes de Cuiabá tem acesso ao TFD? Topo

R.Os pedidos de TFD para usuários residentes em Cuiabá deverão ser encaminhados pelas Unidades Especializadas da rede SUS à Central de Regulação Municipal de Cuiabá (CRM/SUS), que irá emitir parecer sobre o caso, definindo duas situações:


a) Se houver condições do tratamento ser realizado em Cuiabá, a mesma ficará responsável pelo encaminhamento para os serviços públicos e conveniados da rede SUS;
b) Se não houver condições do tratamento ser realizado em Cuiabá, o Médico Regulador da CRM/SUS dará o parecer técnico, confirmando que o procedimento não existe na rede SUS/MT e faz o encaminhamento para o setor do TFD onde seguirá o seu trâmite normal.

 

10. Como usuários do interior tem acesso ao TFD? Topo

R.Os usuários do interior  avaliados que o tratamento não será realizado no próprio município deverão ser encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com relatório de referência e contra-referência para a Central Regional de Regulação, onde serão avaliados quanto à necessidade de realizar seu tratamento fora do município pólo.
A responsabilidade pelo agendamento da consulta especializada em Cuiabá é da Central de Regulação onde o médico preencherá o Laudo de Emissão de AIH e o Laudo de TFD.
Tão logo a avaliação e a documentação estejam corretas, o processo deverá ser remetido ao setor de TFD (sala 10 - entrada de processos novos).

11. O que é Dengue? Topo

R.A dengue é uma doença febril aguda. A pessoa pode adoecer quando o vírus da dengue penetra no organismo, pela picada de um mosquito infectado, o Aedes Aegypti.

 

12. Quais os cuidados para não pegar Dengue? Topo

R. É praticamente impossível eliminar o mosquito, sendo preciso identificar objetos que possam se transformar em criadouros do Aedes. O único modo para evitar a dengue é limpar e retirar tudo que possa acumular água e que oferece risco de transformar em criadouro favorecendo a proliferação do mosquito.Em 90% dos casos, o foco do mosquito está nas residências.

 

13. Quanto tempo depois de picado aparece a doença? Topo

R.Se o mosquito estiver infectado, o período de incubação varia de 3 a 15 dias, sendo em média de 5 a 6 dias.

 

14. Existe vacina contra a Dengue? Topo

R. Ainda não, mas a comunidade científica internacional e brasileira está trabalhando firme neste propósito. Estimativas indicam que deveremos ter um imunizante contra a dengue em cinco anos. A vacina contra a dengue é mais complexa que as demais. A dengue, com quatro vírus identificados até o momento (são conhecidos quatro sorotipos: 1, 2, 3 e 4) é um desafio para os pesquisadores. Será necessário fazer uma combinação de todos os vírus para que se obtenha um imunizante realmente eficaz contra a doença.

 

15. Por que essa doença ocorre no Brasil? Topo

R. É um sério problema de saúde pública em todo o mundo, especialmente nos países tropicais como o nosso, onde as condições do meio ambiente, aliado a características urbanas, favorecem o desenvolvimento e a proliferação do mosquito transmissor, o Aedes Aegypti. Mais de 100 países em todos os continentes, exceto a Europa, registram a presença do mosquito e casos da doença.

 

16. Qual é a finalidade do SAMU?  Topo

R. Prestar socorro à população em casos de urgência, após ligação gratuita no telefone 192.