Governo de Mato Grosso

Notícia

19/08/2017 - Andréa Haddad | Gcom-MT

Nova instalação do Centro de Reabilitação Dom Aquino será inaugurada em abril

A nova instalação do Centro de Reabilitação Integrado Dom Aquino Corrêa (Cridac), na Cidade da Saúde, no Centro Político Administrativo, será inaugurada em abril do próximo ano, durante as festividades pelo aniversário de Cuiabá. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (18.08) pelo governador Pedro Taques durante audiência com o promotor do Ministério Público Estadual, Roberto Turim, e com o presidente da Associação Amigos do Cridac, Júlio César de Almeida Braz. 

A viabilização do projeto é uma luta antiga do governador, que desde o início do mandato tenta viabilizar a obra até então embargada por questões ambientais. “A sociedade mato-grossense está esperando esta obra há 35 anos. Quero agradecer ao Ministério Público que, após o Termo de Ajustamento de Conduta, está contribuindo com mais de R$ 11 milhões para o término. A Associação dos Amigos vai tocar esta empreitada”, esclareceu Taques. 

O governador explicou que as obras do antigo Hospital Central começaram em 1982 e ele, na condição de procurador do Ministério Público Federal, ajuizou ação em 2002 para que o Governo do Estado terminasse da execução do projeto. “O Turim me disse que o MP está ajuizando outra ação e a obra nunca termina. A Secretaria de Saúde, o Ministério Público e a Associação dos Amigos vão se reunir a cada dois meses para saber como está o andamento físico e financeiro da obra, e também o Estado vai ver a questão dos equipamentos”, informou o governador. 

Um acordo judicial permitiu que a Associação dos Amigos, sem fins lucrativos e formada por empresários de distintos setores, fosse responsável pelo empreendimento. Após a conclusão, a entidade fará a doação ao Estado. “É algo que está sendo recuperado pelo erário público em benefício da sociedade. Esperados atender aos anseios da população com qualidade e desempenho excepcional”, destacou Júlio Braz. 

Turim, por sua vez, confirmou que a obra, com cronograma já elaborado, é fruto de um trabalho exaustivo realizado num esforço conjunto entre a sociedade civil organizada e entes públicos. “A execução desta obra é um exemplo a ser seguido. Houve o engajamento dos cidadãos, representados pelos empresários, o engajamento do Poder Executivo, viabilizando o que é de atribuição dele e o engajamento do Ministério Público no sentido de mostrar para a sociedade que o trabalho feito no combate à corrupção - conseguindo o ressarcimento de dinheiro e bens ao erário - resulta em proveito da sociedade e numa área tão sensível como a da saúde”, elogiou. 

O Centro de Reabilitação possui 160 servidores. Criado em 1976, faz parte da rede de cuidados da pessoa com deficiência no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Em parte do atual prédio do Cridac, na região do Porto, em Cuiabá, deverá ser instalado um museu.

Mais Notícias

Ler mais notícias