Governo de Mato Grosso

Notícia

23/11/2018 - Assessoria SES/MT

Obras do novo Pronto-Socorro entram na reta final

 <br /><strong style='font-size:10px;'>(foto: Assessoria SES/MT)</strong>


(foto: Assessoria SES/MT)

O novo Hospital Pronto-Socorro de Cuiabá deve ser entregue à população mato-grossense em dezembro deste ano. O governador Pedro Taques e o prefeito da capital, Emanuel Pinheiro, visitaram a unidade nesta sexta-feira (23.11) para conferir o andamento das obras. Com cerca de 90% já concluído, os trabalhos agora estão focados no acabamento e no início da instalação de equipamentos e mobiliário.

“Iniciamos essa obra ainda no primeiro ano de minha gestão, em 2015, e teremos a felicidade de entregá-la, junto com a Prefeitura, ainda em 2018. Este hospital vai mudar a realidade da saúde no estado de Mato Grosso, o que tem sido nosso objetivo desde o primeiro dia de governo”, afirmou Taques.

O governador destacou ainda outras ações de valorização da saúde pública. Só entre 2015 e 2018, por exemplo, o número de leitos de UTI ofertados em todo o estado saltou de 329 para 529, um aumento de 73%. Com o novo hospital serão mais 315 leitos, com 40 leitos destinados à Unidade de Terapia Intensiva e 64 para a ala pediátrica.

Segundo o secretário municipal de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas Correia, além da estrutura mais moderna, a nova unidade vai representar uma mudança no conceito de atendimento. “Nossa intenção é que tenhamos um atendimento mais humanizado e focado no cidadão, para que ele seja bem acolhido, bem atendido e tenha seu problema resolvido no menor tempo possível”, afirmou.

O secretário destacou também a importância dos investimentos do Governo do Estado para a efetivação do projeto, orçado em R$ 80 milhões. O Governo do Estado é responsável por mais de 60% do investimento total da obra, com repasses na casa dos R$ 50 milhões.

“Sem o Governo do Estado essa obra tão importante não seria possível. Graças a essa parceria teremos um hospital seguro, bem equipado e moderno, pronto para atender bem a nossa população”, avaliou o secretário.

A nova unidade possui 21 mil metros quadrados de área construída em um terreno com 7,5 hectares, que suporta ampliação do prédio e a futura instalação de um heliporto para transporte rápido de pacientes.  

Mais Notícias

Ler mais notícias