Governo de Mato Grosso

Notícia

30/11/2018 - Rodolfo Pires - SES/MT

A importância do uso da tecnologia da Informação na saúde é destacada em evento da SES na arena Pantanal

Equipe de Tecnologia<br /><strong style='font-size:10px;'>(foto: Rodolfo pires SES/MT)</strong>

Equipe de Tecnologia
(foto: Rodolfo pires SES/MT)

A Secretaria de Saúde, por meio da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI), promoveu na última quinta-feira (29.11), no auditório da Arena Pantanal, um encontro no qual foram apresentadas novas ferramentas para serem aplicadas na área da saúde. O evento, que teve como tema central das palestras “O Papel da Superintendência de TI na SES”, abordou a atuação estratégica e tática da STI, além de esclarecer a respeito do funcionamento da área para as Unidades Especializadas da SES.

Na palestra de abertura, o Coordenador de Infraestrutura de T.I, Eder Nishioka, explicou o que é a infraestrutura de T.I e como ela funciona. Outro tema importante abordado ainda na parte da manhã foi o de Gestão da Informação, apresentado pela Assessora Técnica do Núcleo de Gestão estratégica para Resultados Siziébora Barbosa. “Precisamos usar ao máximo o que a tecnologia nos possibilita, isso significa usar sistemas integrados que possibilitem o acesso as informações em tempo real”, afirmou.

Quem abriu as apresentações no período da tarde foi Divino Miranda, Analista de T.I da Secretaria de Estado de Planejamento (SEPLAN), com o tema Governo Digital na Saúde. Um exemplo desse desenvolvimento digital na área foi a criação do um APP desenvolvido pela equipe da Farmácia de Auto Custo, o APP está em fase final para o lançamento ainda em dezembro deste ano. O APP tem como objetivo melhorar o acesso às informações referentes a medicamentos e formulários, tanto para o paciente como para os profissionais da saúde.

Outro destaque tecnológico para saúde apresentado foi o “HEMOVIDA “, um Sistema de Gerenciamento desenvolvido especificamente para bancos de sangue, sua função principal é informatizar todo ciclo de doação de sangue controlando cada processo. Permite os controles clínicos, financeiros, logísticos, garantindo qualidade nas informações em todo o processo do sangue doado.

O Analista de Sistemas e Gerente de Negócios da MTI, Sigfrid Uhde, vê como positiva a iniciativa de ações de tecnologia no setor público “Ações como essa possibilitam aos gestores conhecer o seu papel e perceber o que pode se melhorar na prestação de serviço para população. Com esse foco, nós como tecnologia temos muito a somar em prazo, tempo e custo no intuito de potencializar o serviço do governo”, explica Sigfrid.

A Superintendência de T.I tem como missão a prestação de serviços de T.I em conformidade com a política do Sistema Estadual de Informação e Tecnologia da Informação. José Emilio, Superintendente de T.I da SES, ressalta que “A Superintendência teve um desenvolvimento muito grande nos últimos oito meses em relação a execução de atividades que não eram desenvolvidas há cerca de oito anos. Espero que a T.I esteja cada vez mais ativa e presente na Secretaria”.

                                                          

Mais Notícias

Ler mais notícias