Governo de Mato Grosso

Notícia

17/12/2018 - Assessoria SES/MT

Governador vistoria reforma do Hospital Adauto Botelho

 <br /><strong style='font-size:10px;'>(foto: Assessoria SES/MT)</strong>


(foto: Assessoria SES/MT)

O governador Pedro Taques vistoriou na manhã desta segunda-feira (17.12) as obras de finalização da reforma no Hospital Adauto Botelho, em Cuiabá. Restando alguns ajustes no acabamento e chegada dos móveis e equipamentos, a reforma no setor administrativo da unidade hospitalar deve ser finalizada nos próximos dias.

O bloco onde está localizado o setor administrativo possui dois andares, com 13 salas e cinco banheiros. A reforma abrangerá todos os cinco mil metros quadrados do hospital, ao custo total de R$ 8,5 milhões. Após a finalização dessa área, as obras terão continuidade no restante da unidade.

A coordenadora do setor, Shinarley Azevedo, destacou a importância da finalização da primeira etapa de melhorias no hospital. “Oferece ‘um gás’ a mais e motiva a equipe como um todo, pois vamos ter um local agradável e com melhores condições de trabalho”. Ela acresenta que na administração do Adauto Botelho trabalham cerca de 190 funcionários.

Pedro Taques pontuou que a melhoria na unidade hospitalar faz parte do fortalecimento das ações de saúde mental, constante em seu plano estadual de governo na área da saúde. “É importante um olhar humanizado a essas pessoas. Em um determinado momento no Estado, as internações de pessoas com problemas de saúde mental passaram a ser caso de polícia, já que familiares ligavam para o 190 para buscar internação. Isso tornava a situação ainda mais humilhante e degradante”.

O secretário de Saúde, Luiz Soares, lembrou que nos próximos anos a maior epidemia que o ser humano enfrentará será a de problemas em saúde mental. “Estamos olhando para isso agora, pois nunca, em 50 anos, ninguém fez questão de saber das condições do Hospital Adauto Botelho. Aqui era chamado de ‘chácara dos loucos’, uma visão bastante preconceituosa. Mas as medidas para enfrentar o problema estão sendo tomadas: termos uma unidade hospitalar e resgatar a dignidade daqueles que necessitarem da internação”.

Investimentos em saúde

Na oportunidade, o governador assinou a ordem de serviço para início das melhorias no local que abrigará a sede da Vigilância em Saúde, onde ficarão as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica. O custo total da obra de construção, ampliação e reforma, além de adequações no telhado e estrutura metálica do prédio, localizado em frente ao Hospital Adauto Botelho, será de R$ 1,4 milhão, com prazo de 10 meses para entrega.

Mais Notícias

Ler mais notícias