Governo de Mato Grosso

Notícia

23/05/2019 - Assessoria SES/MT

Servidores da Saúde integram especialização de preceptores de residência médica

Servidores do SUS participam de capacitação<br /><strong style='font-size:10px;'>(foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT)</strong>

Servidores do SUS participam de capacitação
(foto: Tchélo Figueiredo - Secom/MT)

A Escola de Saúde de Pública de Mato Grosso (ESP-MT), unidade que integra a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), realizou uma especialização  dos servidores do Sistema Único de Saúde (SUS), que visa aprimorar o conhecimento dos profissionais que atuam na preceptoria médica dos acadêmicos de saúde e realizam estágio nos hospitais do Estado.

O curso tem participação do Ministério da Saúde, por intermédio do Programa de Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), em parceria com o Hospital Sírio Libanês por meio de seu Instituto de Ensino e Pesquisa, e objetiva contribuir para a formação de preceptores em educação na saúde e gestão de programas de Residência Médica.

De acordo com a equipe de organização do evento, 20 profissionais das mais diversas áreas, como médicos, enfermeiros, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos participaram da capacitação. O curso tem carga horária de 40 horas aula e foi ministrado pela professora Dr.ª Marcia Niituma Ogata, do curso de Saúde Coletiva da Universidade Federal de São Carlos.

“Essa capacitação é muito importante para os servidores, pois os profissionais que atuam nas unidades de saúde acompanham os residentes no cenário de prática onde eles estão inseridos, atuando na formação dos futuros profissionais”, destacou a especialista.

O curso oferece uma metodologia de ensino diferenciada das tradicionais.  Neste caso, o foco durante o processo de formação consiste na construção de um projeto para ser implementado nas unidades de saúde do SUS.

A enfermeira Marcela Lima, que atua na Unidade do Programa Saúde da Família (PSF), da Rede Municipal de Cuiabá, disse que o polo recebe acadêmicos que estão em estágio para a atuação prática. Além disso, destacou que a capacitação é importante para aperfeiçoar o conhecimento e possibilitar o processo de formação dos acadêmicos de saúde. 

Mais Notícias

Ler mais notícias